Voltar

O que você diz para si mesmo (sobre a incontinência) é importante

Escrito por Marilyn Suttle

As palavras são poderosas. Observe o que você diz para você mesmo sobre a incontinência. Você está dizendo coisas que o mantém ativo e feliz? Estes tipos de pensamentos irão ajudá-lo durante sua adequação à incontinência e a manter uma atitude positiva perante a vida. Só porque você pensa, não significa que é verdade. Desafie os pensamentos que fazem você se sentir mal.

Quando eu treino as pessoas, eu as aconselho a mudar sutilmente a maneira como elas conversam consigo mesmas, para prepara-las para os desafios da vida. 

 

Quando se trata de incontinência, aqui vão três pensamentos que as pessoas podem dizer para si: 

 

  • • "Eu não posso viajar de carro por uma estrada pois temo não encontrar um banheiro quando for preciso."
  • • "Eu não posso dizer ao meu médico / família / amigos sobre a incontinência porque tenho medo do que vão pensar."
  • • "Eu não posso ir à academia pois tenho medo que o vazamento de urina manche minhas roupas." 

 

Observe como você se sente quando diz "não posso" e "estou com medo". Você pode sentir perda de controle quando usa as palavras "não posso". É bom perguntar a si mesmo: "É realmente verdade que não posso?" Para colocar um pensamento mais positivo no lugar, mude "eu não posso" para "eu escolho não". É uma pequena mudança, com um resultado poderoso, coloca o controle de volta em suas mãos e elimina sentimentos de desamparo: "Opto por viajar... dizer ao meu médico... fazer exercício físico na academia...", abre a possibilidade de escolher fazer isso. 

 

Outra frase que faz as pessoas tropeçarem é: "Eu tenho medo". Qualquer coisa que siga as palavras "eu sou" é como uma ordem para o seu subconsciente. Quando você diz "eu tenho medo" reforça o medo. O que você teme provavelmente não está acontecendo agora, ou aconteceu no passado, ou está imaginando isso no futuro. Para recuperar seu poder sobre o medo, use palavras que o identificam com mais precisão. Quando você se encontrar dizendo: "Receio não encontrar um banheiro quando precisar", mude para "Estou imaginando que não vou encontrar um banho quando precisar". Isso coloca seu cérebro em um estado mais engenhoso. Você poderia então pensar: “O que eu posso fazer para parar de me assustar”? 

 

Talvez eu deva baixar um aplicativo, como o Have2P, que informa onde encontrar banheiros ntrajeto, ou talvez eu consiga convencer meus amigos a fazer uma parada a cada 30 minutos para "alongar, andar e usar o banheiro". Quando você fala "Estou imaginando que vai escorrer pelas minhas roupas", isso cria um espaço para novos pensamentos surgirem: "Pode não haver vazamentos, e mesmo se houver, eu posso ter uma muda de roupas na bolsa". “Não posso porque estou com medo”, deixa você preso. Fazer uma pequena mudança na maneira como você fala consigo mesmo pode livrá-lo dos limites que você impõe a si mesmo.

 

E você? O que você diz a si mesmo sobre a incontinência urinária que o ajuda a permanecer ativo e envolvido em tudo o que a vida oferece? 

 

Marilyn Suttle, autora de best-sellerespecialista em desenvolvimento pessoal e coach de sucesso, especializou-se em ajudar pessoas a mudarem sutilmente sua forma de pensar, crer e agir, para que alcançassem o caminho da felicidade e do sucesso. 

 

Visite sua página do Facebook: https://www.facebook.com/SuttleShift

Mais artigos sobre A Vida com Incontinência.
Previous
Next
More Articles
Previous
5 Mitos Sobre a Meia-Idade: Parte II
Next
Dicas para Viver Ativamente com Incontinência Urinária