Voltar

A importância do apoio durante a transição para a menopausa

POR REBECCA HULEM

Viver em isolamento, particularmente durante experiências de vida estressantes, nunca foi recomendado para nossa saúde e felicidade. Atravessar a menopausa isoladamente não é exceção. Sabemos que é importante conversar com nosso médico, quando ocorrem mudanças incomuns em nosso corpo, mas ninguém nos fala ou nos encoraja a conversar com nossos amigos ou familiares quando as mudanças físicas são profundamente pessoais ou podem ser percebidas como embaraçosas.

Por exemplo, secura vaginal, diminuição da libido, incontinência urinária, alterações de humor, ansiedade, pensamento difuso e depressão, são todos sintomas que muitas mulheres relatam quando a transição para a menopausa as atinge, porém muitas mulheres não contam o que estão passando e sentindo a ninguém.

 

Buscando apoio durante a menopausa

“Buscar apoio da nossa família e amigos durante a menopausa é tão importante quanto considerar as muitas opções para o alívio dos sintomas”.

Eu quero que você leia essa afirmação novamente, devagar. Não ter apoio da família e dos amigos durante a menopausa, é como tentar dirigir um carro em três rodas. Não funciona bem, o passeio vai ser muito acidentado e você chegará onde quer muito mais lentamente. Se eu sei alguma coisa sobre a menopausa é isso, queremos passar por esse processo e voltar para a nossa vida da maneira que conhecíamos tão rápido quanto pudermos.

 

O que te recomendo para que isso aconteça?

Vamos começar com os amigos primeiro. As mulheres formam fortes laços com outras mulheres desde a infância. Fazemos isso compartilhando nossos sentimentos mais íntimos sobre nossas vidas e é esse processo de compartilhar que constrói o vínculo com nossos amigos e parceiro. Compartilhar e processar são formas de intimidade. Os homens, por causa do modo como seu cérebro funciona, geralmente não compartilham sentimentos íntimos com seus colegas homens. Suas amizades são muito diferentes. Eles também têm dificuldade em pedir ajuda ou conselhos. Como resultado, seus sistemas de suporte podem ser limitados.

Compartilhar seus sentimentos, medos e preocupações com suas amigas sobre a menopausa é uma das coisas mais saudáveis que você pode fazer por si mesma. As chances são de elas estarem passando por isso também. A experiência pode não ser exatamente a mesma, mas você receberá a coisa mais importante que a ajudará a percorrê-la: identificação. A identificação com qualquer experiência ou sentimento de vida é música para a alma. Se você está se sentindo como se estivesse louca, a identificação irá ajudá-la a deixar esse sentimento de lado.

Outro aspecto importante de compartilhar e conversar sobre sua experiência na menopausa com suas amigas é pensar em soluções para aliviar os sintomas. Seu médico pode oferecer apenas uma ou duas soluções para você tentar; suas amigas podem ter dez ou vinte soluções. Ter mais soluções nos dá esperança e nos capacita a assumir o controle da situação. Não há nada mais poderoso do que conhecer pessoalmente as mulheres que passaram pela menopausa e podem compartilhar suas experiências com você!

 

Compartilhando sua experiência de menopausa com sua família

Muitas mulheres relataram que estão relutantes em compartilhar o que estão passando com a família, particularmente com o parceiro. Elas relatam sentir-se envergonhadas com as mudanças de humor, especialmente se seus sintomas afetaram a intimidade sexual com o parceiro. O que pode acontecer com o relacionamento se você não compartilhar o que está acontecendo com o seu corpo e mente? Ele pode interpretar as mudanças de um jeito pessoal e, como resultado, o relacionamento pode se deteriorar. Isso pode afetar não apenas a intimidade sexual, mas também a afeição e a comunicação do dia-a-dia.

Eu pessoalmente tive a oportunidade de conversar com muitos homens sobre seus sentimentos em relação à experiência de menopausa de suas parceiras. Cada um deles quer saber o que eles podem fazer para ajudar. Muitos homens sentem-se impotentes para ajudar suas parceiras a aliviar o desconforto causado por ondas de calor, alterações de humor e distúrbios do sono, só para citar alguns. E quando se trata de intimidade sexual, eles querem saber como podem torná-la mais prazerosa. Quando eu digo a eles que o sexo provavelmente diminuiu, não porque o parceiro não os acha mais desejáveis, mas porque dói ter relações sexuais, eles ficam chocados. Eles dizem que gostariam de saber.

Os relacionamentos íntimos podem ser muito complexos e uma infinidade de fatores afeta sua longevidade e saúde. No entanto, a comunicação honesta e aberta de cada parceiro, especialmente durante transições estressantes como a menopausa, aumentará a probabilidade de que o relacionamento em geral continue a crescer e prosperar. Lembre-se, os homens são solucionadores de problemas naturais. Eles querem ajudar, mas precisam de orientação com questões delicadas. A menopausa é definitivamente uma questão delicada.

Se compartilhar seus sentimentos e experiências com a menopausa parecer intimidante para você, comece com alguém que você confia e qie ouvirá sem julgamento. Essa pessoa pode ser um membro da família, como uma irmã ou um melhor amigo. Depois desse pontapé inicial, compartilhe abertamente com seu parceiro. Comece devagar, teste o ambiente e se precisar de ajuda para se aprofundar em questões íntimas, como a intimidade sexual, não hesite em contratar um terapeuta que possa ajudá-la a expressar seus sentimentos mais íntimos com seu parceiro. Sua vida está esperando pelo segundo capítulo. Há muito mais para experimentar após a mudança!

Mais artigos sobre A Vida com Incontinência.
Previous
Next
More Articles
Previous
Dicas para superar a insônia na menopausa
Next
Reconhecendo os Primeiros Sinais da Menopausa (Perimenopausa)