Mitos e verdades sobre o climatério e a menopausa

08/07/2020 -

Quando a linha dos 40 anos é ultrapassada, alguns temas que pareciam distantes, passam a fazer parte de nossa realidade, entre eles, podemos destacar o Climatério e a Menopausa.

Embora sejam um processo natural do corpo feminino, essas palavras ainda são cercadas de dúvidas, medos e preconceito.

Precisamos entender o que cada uma dessas etapas representa:

Climatério: é a fase onde os níveis hormonais começam a diminuir e, com isso, alguns sintomas podem aparecer. Entre eles, destacam-se as repentinas ondas de calor, menstruação irregular, diminuição da libido, insônia, ansiedade, dores musculares etc.

Menopausa: essa é a condição onde a mulher deixa de produzir hormônios (geralmente entre os 45 anos). Nesta fase, a menstruação é cessada e o período reprodutivo chega ao seu fim. 

Veja alguns mitos e verdades sobre o climatério e a menopausa.

Após confirmada a menopausa ainda é possível engravidar.

Mito: diferente do climatério, a menopausa representa, conforme dissemos acima, o final do período reprodutivo. Uma vez instalada (1 ano sem menstruar) a gravidez não é mais possível.

Toda mulher precisa fazer a reposição hormonal.

Mito: embora amenize diversos sintomas durante o climatério e a menopausa, a reposição hormonal deve ser avaliada individualmente por um médico.

Para as mulheres que possuem histórico de câncer de mama na família, diabetes, pressão alta e obesidade, os hormônios sintéticos não são indicados.

Uma alimentação balanceada, atividade física regular e alguns remédios fitoterápicos, por exemplo, podem também amenizar os sintomas.

A incontinência urinária pode aparecer durante essa fase.

Verdade: os escapes de xixi são um problema frequente durante a menopausa e eles acontecem devido à diminuição do estrogênio.

Além da menopausa, não podemos esquecer que o próprio corpo passa por um processo de envelhecimento, o que torna os músculos, inclusive os pélvicos, mais fracos.

A reposição hormonal — quando indicada — e a fisioterapia pélvica, podem ser grandes aliadas no combate à incontinência urinária.

Quando esses métodos não são capazes de promover uma melhora, a intervenção cirúrgica pode ser um caminho, sempre e quando indicada por um médico.

Você também pode contar com absorventes específicos para esse caso, pois, além de proporcionarem muito mais segurança, são discretos e permitem que todas as suas atividades sejam realizadas.

Minha pele pode sofrer alguma alteração.

Verdade: a pele, assim com o cabelo e as unhas, pode apresentar algumas mudanças.

Durante a menopausa ocorre a perda das fibras elásticas e a baixa produção de colágeno, com isso, a pele fica muito mais frágil, flácida e mais propensa ao surgimento de rugas e marcas de expressão.

Durante o climatério a mulher não sente mais prazer.

Mito: embora a falta de libido seja uma queixa comum entre as mulheres durante esse período, o prazer durante as relações sexuais — ou durante a masturbação — é totalmente possível e alcançável. 

A falta da libido está relacionada à diminuição da testosterona, estrogênio e progesterona, uma vez que eles deixam de ser produzidos pelos ovários.

Veja algumas dicas para aproveitar o sexo durante essa fase:

  • Consulte o seu médico regularmente;
  • Pratique atividades físicas;
  • Divida os seus medos e inseguranças com o seu parceiro;
  • Fortaleça a musculatura pélvica;
  • Entenda o seu corpo e descubra o que te proporciona mais prazer.

Você pode gostar também

Mitos e verdades sobre o climatério e a menopausa

Quando a linha dos 40 anos é ultrapassada, alguns temas que pareciam distantes, passam a fazer parte de nossa realidade, entre eles, podemos destacar o Climatério e a Menopausa. Embora s...

Saiba Mais