Voltar

Remédio para Emagrecer e Incontinência Urinária

 

ENA VICTORIA RAMÍREZ 

Qual a relação entre as pílulas de emagrecimento e a Incontinência Urinária? 

Sobrepeso ou obesidade contribuem para o agravamento do quadro de incontinência urinária. Por isso, uma recomendação feita às mulheres que possuem incontinência urinária é a de normalizar o peso, não só diminuindo a porcentagem de gordura corporal total, mas também diminuindo a gordura abdominal. 

Você pode pensar que o mais lógico e mais fácil seria tomar pílulas de emagrecimento. Certo? 

No entanto, algumas são proibidas desde 2010 nos EUA, Europa e alguns países da América Latina (como é o caso da Sibutramina), já que podem surtir efeitos colaterais graves, incluindo hipertensão pulmonar, vazamentos, desequilíbrios metabólicos e de água. Atualmente prescreve-se inibidores de absorção de gorduras e de carboidratos, isto é, cápsulas ingeridas antes da comida e que prendem gorduras e carboidratos no intestino, encapsulando-as e eliminando-as através das fezes - podendo causar até diarreia. Ao ingeri-los, você perde peso, mas caso o tratamento seja interrompido, os quilos perdidos voltam rapidamente. 

Então, o melhor a fazer é um diagnóstico do porquê há excesso de peso ou obesidade e, a partir dos resultados, criar uma dieta, montar um plano de exercícios e tratamentos adequados, sempre orientados por médicos e nutricionistas para manter os efeitos a longo prazo. 

Por outro lado, há um medicamento aprovado para tratar um tipo de Incontinência Urinária chamado Mirabegron. Não funciona para todos os tipos de incontinência urinária, apenas para aqueles produzidos por contraturas desinibidas da bexiga ou do músculo detrusor (incontinência de urgência). Para o tratamento dessa patologia a dose é de 25mg/dia no máximo 50mg/dia. Em um estudo relativamente recente (publicado em janeiro de 2015) feito em Boston, mostrou-se que esse medicamento também pode ser usado para perda de peso. No entanto, doses 4 a 8 vezes superiores às utilizadas para a incontinência urinária foram necessárias. Portanto, os efeitos colaterais podem ser graves, como a fibrilação do coração (ou seja, batimentos acelerados, muito mais rápido do que em uma taquicardia), que pode levar a consequências fatais. Por esta razão, este medicamento NÃO deve ser usado para este propósito. SOMENTE deve ser utilizado para o gerenciamento da incontinência urinária de urgência e a partir de uma recomendação médica. 

Resumindo, a incontinência urinária é gerenciável. No entanto, não é através de pílulas de emagrecimento que alcançaremos a cura. Consulte o seu médico e ele lhe dirá como lidar com essa condição da forma mais adequada.

Mais artigos sobre A Vida com Incontinência.
Previous
Next
More Articles
Previous
Café: Amigo Ou Inimigo?
Next
Reeducar a Bexiga