Voltar

Incontinência Urinária na Juventude - A história inspiradora de Dave

 

Às vezes você precisa de uma resposta mesmo que não possua conhecimento da pergunta. Foi o que aconteceu com Dave, um rapaz de 49 anos de Michigan, quando começava a sentir os sintomas da incontinência urinária há 25 anos atrás. Foi quando o rapaz encontrou um médico capacitado no assunto que diagnosticou a incontinência urinária, fazendo-o não só aceitar sua condição como também ajustar-se a ela, levando uma vida normal.

Dave não deixa sua incontinência urinária interferir no trabalho, nos hobbies ou na família.

Problemas de saúde do passado – Incontinência Urinária na Juventude

Dave foi submetido a sua primeira cirurgia de coluna aos 21 anos de idade. Nos anos seguintes, ele fez três cirurgias na região lombar para tratamento de dor crônica. Durante as cirurgias, e pelo período que prosseguiu a recuperação, Dave fez uso de um cateter. No início do aparecimento dos primeiros sintomas da incontinência urinária, que se iniciaram logo após a primeira cirurgia, o médico de Dave culpou o cateter ou possivelmente uma infeção causada pelo cateter. Mas a incontinência urinária não desaparecia.

Em cirurgias subsequentes também requisitavam o uso do cateter e a incontinência urinária piorava. O cirurgião de Dave culpava o cateter pelos problemas de infeção e lhe assegurava que os problemas seriam sanados quando o cateter fosse removido. Porém, ao invés disso, os sintomas da incontinência urinária se tornavam cada vez mais sérios e Dave se tornou o que ele chama de “pesado molhado”. Naquele tempo ele não sabia nada a respeito da incontinência urinária e não tinha conhecimento das roupas íntimas absorventes e começou a se sentir terrivelmente depressivo sobre toda aquela situação.

"Os médicos davam diagnósticos inconsistentes, dizendo que era uma coisa e depois outra e dizendo que eu me recuperaria logo", diz Dave. "Eu imaginei que poderia ter algo a ver com as cirurgias recorrentes, mas quando os médicos disseram que não fazia sentido, eu comecei a me culpar por acreditar nisso por todo esse tempo."

Dave se tornava cada mais triste com sua incapacidade de coordenar a própria bexiga, foi quando Dave procurou um psicólogo que o encaminhou para um urologista. Considerando o histórico médico de Dave, que incluiu as cirurgias recorrentes o médico recomendou testes para avaliar a capacidade do paciente de reconhecer o desejo de urinar enviado pelo cérebro. O que o médico descobriu é que Dave sofreu danos nos nervos durante as cirurgias recorrentes, danos esses irrevogáveis nos nervos que controlam a capacidade do corpo de reconhecer a necessidade de urinar. A incontinência urinária de Dave deveu-se a um problema físico que não pôde ser corrigido. Dave poderia apresentar a incontinência urinária pelo resto de sua vida.

"Mesmo que não tenha sido a notícia mais feliz quando me disseram os resultados, realmente foi um alívio", diz Dave. "Tudo o que eu conseguia pensar era 'Uau, não foi minha culpa".

 

A aceitação e a vida que segue – Incontinência Urinária na Juventude 

Assim que o urologista tirou Dave dos fios e eletrodos do mecanismo de teste, ele chamou sua esposa e explicou a situação para os dois. Dave se lembra da compaixão e clareza do médico e a impressão que isso causou neles. Ele acredita que o diálogo aberto com ele e sua esposa, hoje falecida, o ajudou a aceitar e superar a incontinência urinária.

Apesar dessa conversa, e de sua aceitação mútua da realidade da incontinência urinária, Dave sofreu um período de tempo em que não conseguia fazer nada por conta do constrangimento causado pela incontinência urinária. Gradualmente, ele começou a superar isso, dando um passo de cada vez. Até que finalmente um dia ele teve uma pifania.

"Um dia eu resolvi não me importar mais", diz Dave. "Aceitar a realidade do jeito que ela é, e eu não ia deixar isso interferir na minha vida."

Mais ou menos nessa época, Dave descobriu as roupas intimas descartáveis Plenitud®, e foi amor à primeira vista. Ele fazia uso das roupas íntimas descartáveis e a carregava consigo por onde ia. Embora ele ainda tinha os movimentos limitados por conta dos problemas nas costas, ele mantinha-se ativo praticando longas caminhadas ao longo da semana.

O exercício ajudava-o a manter-se forte para conseguir dar conta do seu trabalho em meio-período em um centro de cuidados de idosos. Ele realmente gosta do que faz e diz que sempre tenta dar aos residentes "aquele toque extra de amizade".

Uma atividade em particular, que ele considera tanto um hobby quanto uma salvação em sua vida é o computador. Dave faz uso da internet para acompanhas a comunidade on-line via e-mails e mensagens instantâneas. O computador o ajudou na aceitação da incontinência urinária, mostrando a ele que esse é um problema que muitas pessoas experimentam.

"Eu diria a qualquer um que sofre de incontinência urinária lembrar que você não está sozinho e que você vai aceitar a sua incontinência assim como aconteceu comigo", afirma Dave. "Só porque você tem incontinência urinária não significa que você tenha que perder o gosto pela vida."

Dicas de Dave para gerenciar a incontinência urinária

  • Para quem sofre de incontinência urinária severa: para absorção extra, além das cuecas descartáveis, utilize um short largo que absorva suor.
  • O nível de incontinência urinária varia de pessoa para pessoa, por isso não deixe de experimentar produtos diferentes até encontrar o ideal pra você.
  • Lembre-se de que ninguém sabe que que você está usando uma calcinha ou cueca para absorvente para incontinência urinária, portanto não se envergonhe e desencana, ninguém está olhando para você.
  • Carregue um par extra de calças e um lenço descartável no caso raro de um acidente de escape de urina

 

*Nota do Editor:

Além de uma variedade de produtos de vestuário e de proteção, o PLENITUD® também oferece produtos desenvolvidos para aumentar a proteção de sua roupa atual para incontinência urinária.

 

Mais artigos sobre A Vida com Incontinência.
Previous
Next
More Articles
Previous
O Café Da Manhã, Almoço e Jantar Ideais
Next
Dicas fáceis para controlar a Incontinência Urinária