Pós-parto e escapes de xixi

07/05/2020 -

O nascimento de um filho é algo marcante e inexplicável na vida de uma mulher.

Com esta chegada, surgem novos acontecimentos que, assim como na gravidez, podem não ser muito confortáveis. Entre eles, podemos destacar a incontinência urinária.

Você pode pensar: Essa condição não acontece apenas quando a barriga está enorme e o peso dela comprime a bexiga?

A principal causa dos escapes de xixi durante a gravidez deve-se à pressão do útero sobre a bexiga, porém, mesmo após o parto, eles podem continuar em algumas mulheres.

Os escapes de urina acontecem devido às alterações no pavimento pélvico — que suporta a bexiga e controlam o esfíncter (músculo que controla a abertura e o fechamento de um determinado orifício).

Existem fatores de risco que fazem com que algumas mulheres continuem a ter incontinência urinária mesmo após o parto, como o ganho excessivo de peso durante a gestação e o nascimento por parto normal/vaginal — nestes casos, inclusive, as chances de passar a ter essa condição é quinze vezes maior.

Caso isso esteja acontecendo com você, saiba que essa condição tem solução!

Em grande parte dos casos, a incontinência urinária pode ser resolvida de forma natural em até 6 meses após o parto. Entretanto, existem casos em que os escapes permanecem e, caso não sejam tratados da maneira correta, podem evoluir para uma situação crônica.

 Confira algumas dicas que poderão auxiliá-la:

Alimentação

  • Evite ingerir muito café, chá e bebidas alcoólicas;
  • Evite comidas e bebidas que possam causar irritação na bexiga, como alimentos picantes, líquidos gaseificados, sucos cítricos etc.;
  • Consuma alimentos ricos em fibras que façam com que você não tenha prisão de ventre e, dessa forma, não force o abdômen.

Fisioterapia e Exercícios

  • A eletroestimulação, muito utilizada por fisioterapeutas, é um tratamento onde um pequeno cone introduzido na vagina passa a emitir correntes elétricas que estimulam a contração do assoalho pélvico;
  • O Pilates é um excelente exercício no tratamento da incontinência urinária, pois ele ajuda a diminuir o estresse sobre os músculos já fatigados;
  • Os exercícios de Kegel também são muito utilizados. Com eles, você realiza a contração e o fortalecimento dos músculos pélvicos, podendo ser realizados com ou sem o acompanhamento de um profissional.

Remédios e cirurgias

  • Alguns medicamentos podem ajudar no aumento do tônus muscular da bexiga e no fortalecimento do esfíncter. Eles podem ser prescritos por um médico quando a fisioterapia e os exercícios não forem suficientes;
  • A cirurgia é a última medida que deve ser adotada, caso os escapes de xixi não cessem. Ela repara qualquer problema no trato urinário onde, geralmente, uma fita é utilizada para dar suporte ao pavimento pélvico, porém, cada análise médica irá indicar a cirurgia mais adequada.

Voce pode gostar tambem

Mae bebe

Pós-parto e escapes de xixi

O nascimento de um filho é algo marcante e inexplicável na vida de uma mulher. Com esta chegada, surgem novos acontecimentos que, assim como na gravidez, podem não ser muito ...

Saiba Mais