Voltar

Dicas para Viver Ativamente com Incontinência Urinária

O estilo de vida ativo produz uma série de benefícios para os indivíduos. Mas como manter-se ativo se precisamos estar o tempo todo buscando um banheiro? Ou se a atividade piora os sintomas da incontinência urinária?

De fato, é importante exercitar-se regularmente. Todos sabemos que o corpo não foi feito para ser sedentário. É feito para se mover! Mas o que você pode não saber é que a atividade física pode amenizar os sintomas da incontinência urinária.

Quantas horas de atividade física você deveria estar fazendo? De acordo com os Centros de controle e prevenção de doenças, os adultos têm necessidade de atividades aeróbicas e de fortalecimento. Sua rotina semanal deve incluir pelo menos 150 minutos de atividade aeróbica de intensidade moderada e duas sessões de atividades para fortalecimento muscular que trabalham todos os principais grupos musculares.

Quando você está apreensivo com a perda involuntária de urina, é presumível que você deixe de frequentar lugares públicos, o que lamentavelmente inclui lugares como, a academia de ginástica, a praça, o campo de futebol, deixando de lado, a prática de exercícios físicos, a pelada do final de semana, a caminhada matinal pelo bairro. Qual é a desvantagem dessa abordagem? Se você evita os exercícios físicos regulares, você pode acabar ganhando alguns quilos extras e sofrendo da falta de tônus muscular, fatores que pioram os sintomas da incontinência urinária.

 

Então, o que você pode fazer para se manter ativo?

 

Cuidado com o que você bebe.

A cafeína, encontrada tanto em café quanto em bebidas energéticas, é um diurético que pode causar irritação na bexiga. Considere evitar esses tipos de bebidas nos dias de treino, se você achar que eles causam vazamentos na bexiga.

 

Urinou antes de sair?

Então vá de novo. Alguns acreditam que ir ao banheiro meia hora antes de sair de casa, e ir novamente minutos antes de sair, esvazia por completo a bexiga, evitando idas ao banheiro durante as atividades físicas.

 

Fortalecer o assoalho pélvico.

Os exercícios de Kegel ajudam a fortalecer os músculos do assoalho pélvico. Tanto mulheres quanto homens se beneficiam deste exercício e podem encomendar kits de exercícios para músculos pélvicos - em versões específicas para homens e mulheres.

 

Considere as ferramentas disponíveis.

As mulheres podem achar que um pessário é útil para reduzir vazamentos. O dispositivo, inserido na vagina como um tampão para exercer pressão sobre a uretra, pode ajudar a reduzir emergencialmente os sintomas da incontinência urinária. Para os homens, um cateter de preservativo (uma bainha com um tubo de drenagem que coleta a urina) ou um grampo peniano (um dispositivo em forma de V com uma almofada de espuma que interrompe o fluxo de urina) podem ser boas tentativas. Um profissional de saúde pode ajudá-lo a determinar se esses dispositivos funcionam para você.

 

Use a proteção apropriada.

Encontrar o produto absorvente que atenda às suas necessidades de ajuste, absorção e conforto é fundamental para estar sempre ativo. Não sabe qual é o produto certo para você? Conheça os produtos Plenitud.

 

Esteja preparado.

Ter os suprimentos que você precisa em mãos - como produtos absorventes, toalhas de limpeza, creme para a pele, um par extra de calças e um saco plástico selável - elevam sua confiança. Você também pode considerar o uso de um dos sites ou aplicativos "encontre um banheiro” disponível para ajudá-lo a planejar suas paradas ao longo do caminho.

 

Coma bem antes de sair.

Prestar atenção na sua alimentação e evitar alimentos que acentuam sua condição - não apenas te ajudará a sentir-se mais enérgico, como também poderá diminuir os sintomas da incontinência urinária. Converse com seu médico sobre possíveis mudanças que podem ser feitas em sua dieta. Você também pode conferir este artigo - 10 coisas que podem piorar a incontinência - com uma lista de alimentos e bebidas que podem agravar o comportamento da sua bexiga.

 

Mantenha um diário.

Manter um diário de alimentos e bebidas, observando como você se sentiu e o grau de perda de urina que você experimentou pode ajudá-lo a determinar o que evitar nos dias em que planeja se tornar fisicamente ativo. Viver um estilo de vida ativo e saudável com incontinência urinária requer esforço, desenvoltura e criatividade, porém manter-se saudável e revigorado vale a pena todo o esforço.

Mais artigos sobre A Vida com Incontinência.
Previous
Next
More Articles
Previous
Fisioterapia do Assoalho Pélvico para Mulheres
Next
O Inverno e a Incontinência Urinária