Voltar

Mula Bandha – Yoga que Ajuda na Incontinência Urinária

Por Marilyn Suttle

 

Eu estava em uma reunião outro dia com um grupo de mulheres autoras. Uma delas era a Dra. Sara Gottfried, ginecologista treinada em Harvard, certificada e autora de “The hormone cure”, em português O hormônio da cura. Quando foi apresentada, perguntei se ela estaria disposta a conversar comigo sobre formas naturais de tratar incontinência urinária. A Dr Sara instrui mulheres à prática dos exercícios de Kegel como forma de fortalecer o assoalho pélvico, o que ajuda a prevenir, reduzir e, às vezes, até mesmo eliminar a incontinência urinária. Ela descobriu que os exercícios de Kegel podem ser um tabu para algumas mulheres. "Pode ser difícil introduzi-los em sua vida ou convencê-las de que realmente vale a pena", disse ela. A alternativa que ela sugeriu é algo que eu nunca tinha ouvido falar antes - Mula Bandha, um exercício praticado em yoga. 

A Dr. Sara acredita que certos movimentos da yoga são mais poderosos e potentes que o próprio exercício de Kegel. "Existem diferentes bloqueios energéticos em seu corpo", ela disse, "um é chamado Mula Bandha". Ela explicou que Mula Bandha é uma palavra sânscrita. Mula significa "raiz" e Bandha significa "bloqueio". Mula Bandha é o "bloqueio da raiz", que é semelhante ao conceito de “aperta e segura” dos Exercícios de Kegel. Quando você é habilidoso com bloqueios energéticos no yoga, você conquista três objetivos: fortalecer o assoalho pélvico, equilibrar o sistema nervoso; para que o corpo esteja mais apto a curar e reparar o assoalho pélvico. E isso retarda o processo de envelhecimento. "Então, ao mesmo tempo que você trata a incontinência urinária, você passa a se sentir mais jovem?" Eu perguntei. "Exatamente", disse a dra. Sara. 

Um dos princípios básicos de Mula Bandha é que você não somente aperta e segura seu assoalho pélvico. Você pratica uma série variada de movimentos. Você ergue o assoalho pélvico, como se fizesse cinco paradas diferentes no elevador. A maioria das mulheres consegue apertar e sentir os cinco andares com facilidade, mas têm uma dificuldade maior em soltar. Elas geralmente liberam de uma só vez. É importante liberar em aos poucos (do quinto andar para o quarto, do quarto para o terceiro e assim por diante).

 

A respiração é importante

“Quando você adiciona respiração ao exercício - inspirando e expirando cinco vezes - você ativa o “sistema nervoso parassimpático” - que estimula as funções de “descanso e digestão” no corpo, segundo a Dra. Sara. O sistema nervoso parassimpático contrabalança o sistema simpático, restabelecendo o corpo num estado de calma. É quando a cura acontece. É assim que você trabalha na correção do que pode levar a perda da urina."  afirma. O estresse cria o cortisol - o principal hormônio do estresse - que tende a tornar seu corpo mais ácido. Isso pode afetar o equilíbrio do pH da urina, o que pode agravar ainda mais o quadro nas funções da bexiga e contribuir para a perda da urina. "A maioria de nós precisa trabalhar em alcalinizar nossos corpos para alcançar a cura", disse o Dr. Sara, "uma das melhores formas de alcalinizar o PH é com a respiração - não apenas praticando os exercícios de Kegel, mas conectando seu assoalho pélvico à respiração. Diminuir a respiração por cinco segundos ajuda a reduzir a acidez corporal. Muitas pessoas acham que somente mudanças na alimentação podem ajudar no processo de alcalinização do corpo, mas você também pode alcançar o mesmo objetivo com a respiração”.

 

Aqui está o passo a passo de como fazer Mula Bandha: 

1. Sente ou fique de pé confortavelmente longe das distrações. (Configure o cronometro para cinco minutos).

2. Inale profundamente até a contagem de cinco. Ao inspirar, levante e mantenha os músculos do assoalho pélvico mais altos a cada contagem (como subir um andar de cada vez em um elevador imaginário). 

Conte 1: Comece a respirar e levante o assoalho pélvico um pouco.

Conte 2: Continue respirando e levante o assoalho pélvico um pouco mais alto.

Conte 3: Continue inalando e suba no terceiro andar do elevador imaginário.

Conte 4: Continue inalando e levante o assoalho pélvico para um nível acima

Conte 5: Complete sua inalação profundamente nos lobos inferiores de seus pulmões enquanto eleva os músculos do assoalho pélvico à sua posição mais alta.

 

3. Expire até a contagem mental de cinco. Solte o assoalho pélvico lentamente durante a contagem, até que, ao final da contagem, o assoalho pélvico esteja de volta à posição normal.

4. Repita a série de cinco minutos duas vezes ao dia. (Leva apenas cinco minutos. Frequência e consistência realmente importam. Uma série que dure mais do que cinco minutos, não garante um efeito mais eficaz.)

 

A Dra. Sara não é fã de acrescentar outra coisa à lista sobrecarregada de tarefas de uma mulher ocupada. Ela está mais interessada em como integrar isso no seu dia de forma que faça sentido. "Pratique isso por cinco minutos logo de manhã e antes de dormir como um ritual sagrado. Eu penso nisso como escovar os dentes. Não importa o quão ocupado eu esteja, eu escovo meus dentes." afirma.

Mais artigos sobre A Vida com Incontinência.
Previous
Next
More Articles
Previous
O Café Da Manhã, Almoço e Jantar Ideais
Next
Joven, activo e incontinente: la historia inspiradora de Dave