Voltar

Sinais de que a Menopausa Chegou

Por la Dra. Cindy Long.

 

Lentamente você percebe algumas mudanças? Suas menstruações ficaram mais intensas e menos previsíveis, talvez você esteja mais nervosa e irritada que o normal, ou talvez você não esteja dormindo o suficiente e com isso ocorrem aquelas ondas de calor frustrantes que fazem você se perguntar: "Estou na menopausa?" Há muitas questões relacionadas à menopausa que podem ser confusas, começando com a definição.

Muitos assumem que as mudanças que você sente são um sinal da menopausa, mas na verdade muitos dos sintomas ocorrem na perimenopausa, que é o período de tempo que precede a menopausa.

Menopausa, por definição, é um ano sem períodos menstruais. Como você pode reparar, esta não é uma definição muito útil. Para muitas mulheres, os sintomas que acreditamos estarem associados à menopausa ocorrem muito antes das suas menstruações pararem completamente. E há muitas mulheres que não menstruam mais devido a tratamentos médicos, como Depo-Provera, ou devido a intervenções cirúrgicas, como histerectomia ou ablação endometrial. Só porque você menstrua, não significa exatamente que você está na menopausa. A perimenopausa é o tempo que seu corpo demora para chegar na menopausa, quando a produção de hormônios e funções ovarianas começam a diminuir.

Em meados dos 40 anos, mas já no final dos 30 anos, os ovários começam a ficar sem ovos saudáveis e a abrandar a produção dos hormônios femininos estrogênio e progesterona. Muitos dos sintomas clássicos que as mulheres sentem durante a perimenopausa, incluindo ondas de calor, suores noturnos, secura vaginal e irritabilidade, são efeitos da queda do estrogênio. Esse declínio na função ovariana não é suave e constante, mas ocorre repentinamente e em jatos. O revestimento do útero, onde o fluxo menstrual se origina, depende desses hormônios, então quando eles ficam desequilibrados, os períodos menstruais podem ficar pesados e prolongados, ou curtos e infrequentes.

Como seus ovários ficam sem ovos saudáveis, você para de ovular regularmente e isso também afeta profundamente a frequência de seus ciclos. Esta transição de um período de capacidade reprodutiva para a menopausa ocorre ao longo de muitos anos, de modo que as mulheres podem experimentar uma média de 3-7 anos de sintomas antes que sua menstruação pare completamente. Uma vez que ela é suspensa, muitos dos sintomas mais incômodos devido à queda do estrogênio - como ondas de calor ou dores de cabeça - pode diminuir ou desaparecer. Neste ponto, seus ovários praticamente pararam de produzir estrogênio e progesterona e você está oficialmente na menopausa.

Nesta fase, os ovários ainda produzem testosterona e isso contribui para o crescimento de pelos pubianos que acaba por irritar muitas mulheres. Os tecidos da pelve, incluindo a vagina, a vulva, a bexiga e a uretra são responsivos à presença de estrogênio. Assim, durante a menopausa, quando há uma falta crônica de estrogênio, você experimenta um agravamento progressivo da secura vaginal, alterações no corrimento vaginal e odor, irritabilidade da bexiga e aumento da incontinência urinária.

O estrogênio também influencia várias regiões diferentes do cérebro, portanto muitas mulheres podem notar mudanças no metabolismo, padrões de sono, humor e memória durante a menopausa. Os sintomas da perimenopausa e da menopausa são variados e a experiência de cada mulher pode ser diferente. Mas ao se familiarizar com os sintomas comuns da menopausa e compreender as mudanças biológicas subjacentes que estão ocorrendo, você pode ter uma transição mais fácil e confortável.

Mais artigos sobre A Vida com Incontinência.
Previous
Next
More Articles
Previous
Compreendendo os Suores Noturnos
Next
Enfoque en la salud vaginal: cuidado personal durante y después de la menopausia