Voltar

O Que São as Ondas de Calor Femininas

Por Rebecca Hulem.

 

Quase toda mulher já ouviu falar das ondas de calor, o sintoma mais comum durante a transição para a menopausa. Mas o que é uma onda de calor? O que acontece dentro do corpo da mulher que causa a onda de calor? Toda mulher na menopausa experimenta esta fase? São perigosas? Existe algo que possa ser feito para minimizar ou interromper as ondas de calor?

 

Descrição de uma onda de calor

Uma onda de calor no que se refere à menopausa é simplesmente isso: uma sensação intensa de calor que geralmente começa na cintura e move-se rapidamente em direção ao rosto. Levar de 30 a 60 segundos para chegar ao rosto onde finalmente se dissipa.  Em geral acompanhadas de vermelhidão no rosto e sudorese intensa, junto com a transpiração, você notará elevação da frequência cardíaca. Você vai se deparar com um enorme desejo de arrancar as roupas ali mesmo. Você terá a sensação de que as ondas de calor vão durar eternamente e vai desejar a morte.  A frustração precisa ser controlada para não acabar em tragédia. Raramente, levam a quadros de náusea ou tontura. 

Depois dessa apresentação assustadora, fica evidente que as ondas de calor são um suplício à parte. Mas alívio de todas nós mulheres, nem todas as ondas de calor tem a mesma intensidade. Algumas são acompanhadas de vermelhidão no rosto e sudoreses intensas, outras bem menos intensas e passam rapidamente. As ondas de calor são imprevisíveis, você nunca sabe quando vão começar e de que tipo são. 

As ondas de calor afetam tantas mulheres e são tão comuns que são o indicativo de que a menopausa chegou. Porém, não há motivos para generalizar, algumas mulheres sortudas talvez tenham tido apenas 1(uma) experiência de ondas de calor em toda sua vida. Portanto, não se chateie se sua melhor amiga não esteja passando pelo mesmo sofrimento que você.

 

Fisiologia das Ondas de Calor 

Ondas de calor durante a transição da menopausa são causadas pela queda repentina do estrogênio, hormônio responsável pela regulação da temperatura corporal. A temperatura do corpo é controlada por um processo denominado vasodilatação, que mantém os vasos sanguíneos abertos com o sangue fluindo. Quando você está tendo uma onda de calor, os vasos são temporariamente contraídos, o que não é um processo perigoso, apenas incômodo.

 

Recuperando o poder

Há muitas opções quando se trata de controlar ondas de calor. Se as ondas estiverem arruinando o seu dia, procure um médico especializado para que possa ser feita uma avaliação do seu caso específico, lembre-se que cada caso é um caso, então nem sempre a prescrição que resolve o problema da sua melhor amiga vai resolver o seu. 

No entanto, se você não estiver desesperada com o problema, controlar a frequência das ondas de calor ajustando hábitos pode funcionar melhor. 

As opções para controlar as ondas de calor são divididas em três categorias:

 

  • Mudanças de estilo de vida: o mais simples e não invasivo
  • Terapia complementar e alternativa
  • Terapia hormonal

 

Hábitos saudáveis e estilo de estilo de vida

 

Tenho certeza que você já ouviu esse conselho antes; vista-se utilizando a técnica das camadas, diminuía a ingestão de cafeína e álcool, pare de fumar e controle o estresse. O uso de produtos de resfriamento: ventiladores de mão, rolos de resfriamento em gel e toalhas de refrigeração são ótimas opções. Um passo adicional seria:

 

Pratique exercícios aeróbicos:

de 4 a 5 vezes na semana - melhora a circulação, o que diminui a frequência e intensidade das ondas de calor.

 

Consumo diário de proteínas vegetais:

soja, leguminosas, lentilhas, feijão - aumentar a ingestão de peixes gordurosos ômega 3 - salmão, sardinha, atum - pelo menos três vezes por semana.

 

Descanso adequado:

pode ser difícil se você não está dormindo bem devido a suores noturnos, no entanto, quando você está bem descansado lidar com ondas de calor é muito mais fácil.

 

Terapia complementar e alternativa:

esta abordagem rapidamente ganhou popularidade no controle de ondas de calor, especialmente porque os hormônios caíram em desuso como primeira abordagem devido ao risco a longo prazo e efeitos colaterais. A terapia não tem risco ao longo prazo e pode ser interrompida a qualquer momento sem efeitos colaterais.

 

Exemplos seriam: 

 

  • Tai Chi, yoga, meditação e massagem terapêutica
  • Acupuntura
  • Aromaterapia

 

Ervas e suplementos:

experimente isoflavonas de soja, erva cohosh preto e / ou ômega 3 ácidos graxos

 

Terapia hormonal:

tratamento padrão por mais de cinquenta anos no controlo de ondas de calor. Lembre-se que uma diminuição dos níveis do estrogênio durante a transição da menopausa é a causa de ondas de calor. Faz sentido que com a reposição do estrogênio, que o corpo já não produz mais, as ondas de calor sessem. A liberação do estudo WHI, sigla do inglês “Women's Health Initiative” em 2002, demonstrou haver maior risco de doenças cardíacas entre as usuárias da combinação de estrogênios conjugados e outras substâncias, por via oral. 

Está além do escopo deste artigo discutir em profundidade os prós e contras da terapia hormonal. Apenas podemos afirmar que a maioria das mulheres de fato não precisa, algumas mulheres vão precisar, mas não há evidências de que sirva para todas. Somos todos únicos!

 

Colocando tudo junto

Como você pode ver, não há nada "normal" quando se trata de ondas de calor; quantas ondas de calor você terá em um determinado dia, a intensidade ou até mesmo o tempo que você vai tê-las. Cada mulher tem uma saúde única. Existem muitas variáveis, de mulher para mulher. Embora algumas relatem que continuam a ter ondas de calor muito depois de terem concluído a transição para a menopausa, para a maioria, um período de dois a dez anos é mediano. Existem muitos tratamentos e hábitos que ajudam a lidar com as ondas de calor. Você não precisa sofrer. Esteja aberto a explorar as opções, conversar com amigos, manter a mente aberta e sempre lembrar - isso também passará.